Rentabilidade das exportações brasileiras tem aumento de 12,3%

07/03/2019 | Valor Econômico

A rentabilidade média das exportações brasileiras avançou 12,3% em 2018 na comparação com o ano anterior. O crescimento ocorreu depois de dois anos em que as vendas externas haviam ficado menos rentáveis. Em 2016, o índice de rentabilidade das exportações totais caiu 8,2% e, no ano seguinte, 1,2%, com queda acumulada de 9,3% no biênio. Em 2019, segundo analistas, a alta do ano passado não deve se repetir.

O componente que mais contribuiu para o ganho de rentabilidade em 2018 foi a desvalorização de 14,5% da taxa de câmbio nominal. O fator de rentabilidade, que é a razão entre os índices de preços das exportações e o dos custos de produção, registrou queda de 1,8% no ano passado. Isso aconteceu porque a alta de 7,1% do índice de custos de produção em em 2018 superou o crescimento de 5,1% do preço médio das exportações. Os cálculos são da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex).

[…]

Voir l’intégralité de l’article

Brasil deve crescer 2,3% neste ano mesmo sem reforma, avalia Mapfre

07/03/2019 | Valor Econômico

Enquanto as principais economias do mundo entram em uma tendência de desaceleração, a atividade no Brasil vai se acelerar a partir deste ano, mesmo que não haja a aprovação da reforma da Previdência. Conforme previsão da seguradora espanhola Mapfre, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro deve subir 2,3% em 2019 e se expandir mais 2,6% no ano seguinte.

De acordo com Manuel Aguilera, diretor geral de serviços de estudos econômicos da Mapfre, as previsões não levam em conta a aprovação da reforma da Previdência. “Se o projeto for aprovado, o crescimento será muito maior.” Na avaliação do especialista, porém, o governo pode enfrentar dificuldades de aprovação no Congresso devido ao tamanho, complexidade e alcance do projeto.

[…]

Voir l’intégralité de l’article

 

Carnaval 2019: turistas gastaram mais do que o esperado no Rio durante a folia

Riotur contabilizou movimentação de R$ 3,78 bilhões, maior que previsão inicial de R$ 2,1 bilhões

RIO – No carnaval 2019, os cariocas cantaram « Me dá um dinheiro aí? » e foram prontamente atendidos pelos turistas. Um levantamento divulgado neste domingo pela Riotur mostrou que os setores de comércio, hotelaria e serviços faturaram R$ 3,78 bilhões durante os quatro dias de folia. O valor superou os R$ 2,1 bilhões de receita previstos inicialmente pela Confederação Nacional de Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

O faturamento de hoteis, restaurantes e outros estabelecimentos cariocas durante o carnaval ficou 26% acima do registrado no ano passado, quando as vendas somaram R$ 3 bilhões. Entre os possíveis motivos para o fenômeno, está o aumento de 8% no número de turistas na cidade, que saltou de 1,5 milhão em 2018 para 1,62 milhão em 2019. Além disso, o tempo médio de permanência também aumentou. No ano passado, variou entre seis e oito dias. Em 2019, ficou entre 7 e 11 dias. E a taxa de ocupação dos hoteis subiu de 87% para 90% de um ano para o outro, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH).

[…]

Voir l’intégralité de l’article