Brasil sobe no ranking mundial da ciência

29/03/2019 | Valor

Não há um ranking de cientistas. Seria impossível comparar a produção entre as diferentes disciplinas, uma vez que o número de citações varia de acordo com o tamanho de cada comunidade de pesquisadores. Ainda assim, algumas classificações foram feitas – e elas revelam dados desconcertantes, principalmente sob o prisma dos países que ocupam a rabeira do desenvolvimento global. O que se vê é um imenso fosso, cavado pela concentração de talentos. Os EUA hospedam 2.639 dos altamente citados (43,4% do total). O Reino Unido, em segundo lugar, abriga 546 (9% do geral). Mais de 80% dos “influenciadores” vivem em apenas dez países – e 70% deles, em somente cinco. A China emplacou 482 nomes (7,9%) e passou a ocupar o terceiro lugar, ultrapassando a Alemanha, que tem 356 destaques (5,9% do total).

Atuam no Brasil 12 dos autores mais citados do mundo. São 11 brasileiros e uma portuguesa. Trata-se de uma parcela ínfima do cenário mundial, o equivalente a 0,19%. Ainda assim, em anos anteriores, o elenco nacional era menor. Eram 3 ou 4 nomes. O atual crescimento, contudo, em parte é resultado da inclusão na lista dos quase 2 mil integrantes da nova categoria interdisciplinar (a “cross-field”).

[…]

Voir l’intégralité de l’article

Governo vai facilitar importação de bens de capital sem tarifa

28/03/2019 | Valor

Uma das primeiras medidas concretas da equipe econômica para limpar o ambiente de negócios e facilitar investimentos no setor produtivo está saindo do papel. O governo vai simplificar e ampliar a concessão do regime de ex-tarifário para bens de capital, de informática e telecomunicações. Esse mecanismo consiste na queda temporária, para zero, da tarifa de importação sobre produtos que não tenham similares nacionais. Sem o benefício, a alíquota varia entre 14% e 16%.

A intenção é diminuir pela metade o tempo médio atual – em torno de 90 dias – para que pedidos de enquadramento de bens importados como ex-tarifários sejam deferidos ou não pelo governo. Hoje os pleitos devem passar por um rito que envolve consulta pública de 30 dias (para manifestações contrárias à redução tarifária), sinal verde de dois órgãos colegiados e duplo pronunciamento da Receita Federal.

“Queremos enxugar todo esse processo, incluindo a redundância de instâncias deliberativas”, disse ao Valor o secretário de Desenvolvimento da Indústria e Comércio do Ministério da Economia, Caio Megale. A duração da consulta pública, por exemplo, cai para 20 dias. O processo não precisará mais ser avaliado pelo comitê gestor da Câmara de Comércio Exterior (Camex) e a Receita dará sua palavra apenas no desembaraço aduaneiro do equipamento, sem que a decisão seja retardada nos gabinetes em Brasília. “O importante é que o fiscal verifique se o bem importado pelo ex-tarifário é exatamente aquele.”

[…]

Voir l’intégralité de l’article

Balança tem superávit de US$ 721 milhões na 4ª semana de março

25/03/2019 | Valor

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 721 milhões na considerada quarta semana de março, resultado de exportações no valor de US$ 4,340 bilhões e importações de US$ 3,619 bilhões, informou nesta segunda-feira (25) a a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia.  No mês, as exportações somam US$ 14,252 bilhões e as importações, US$ 9,998 bilhões, com saldo positivo de US$ 4,254 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 49,158 bilhões e as importações, US$ 39,006 bilhões, com saldo positivo de US$ 10,152 bilhões.

A Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia.  No mês, as exportações somam US$ 14,252 bilhões e as importações, US$ 9,998 bilhões, com saldo positivo de US$ 4,254 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 49,158 bilhões e as importações, US$ 39,006 bilhões, com saldo positivo de US$ 10,152 bilhões.

[…]

Voir l’intégralité de l’article