Energia solar cresce e ultrapassa nuclear

14/03| Valor

A capacidade instalada de usinas de geração de energia solar fotovoltaica no Brasil superou a marca de 2 mil megawatts (MW) e ultrapassou a fonte nuclear no país. De acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a fonte solar fotovoltaica alcaçou 2.056 MW de potência instalada, o equivalente a 1,2% de todo o parque gerador brasileiro.

Com a atualização, a energia solar passou a ser a sétima maior fonte de energia elétrica do país, logo atrás do carvão (3.252 MW) e do petróleo (8.867 MW). A principal fonte da matriz elétrica brasileira é a hidrelétrica (104.343 MW), seguida por biomassa (14.768 MW), eólica (14.738 MW) e gás natural (13.369 MW).

A fonte nuclear é a oitava maior do país, com 1.990 MW, a partir das usinas de Angra 1 e 2, no Estado do Rio de Janeiro. De acordo com o presidente da Absolar, Rodrigo Sauaia, o Brasil possui atualmente 73 usinas de geração centralizada de energia solar fotovoltaica, contratadas por meio de leilões realizados pelo governo federal. “Desde o primeiro leilão federal realizado em 2014, o setor solar fotovoltaico trouxe ao Brasil mais de R$ 10 bilhões em novos investimentos

[…]

Voir l’intégralité de l’article

Brasil é o mais otimista entre 12 países, diz IHS

12/03| Valor

O Brasil tem as melhores perspectivas para a produção da economia até o fim do ano, em um grupo formado por 12 países, segundo pesquisa da consultoria IHS Markit. Em uma escala que vai de -100 pontos a 100 pontos, o otimismo das companhias brasileiras atingiu 66 pontos.  Esse foi “de longe” o maior patamar entre as nações analisadas, segundo a consultoria. “É encorajador ver um otimismo robusto tanto da indústria de transformação quanto dos serviços” do Brasil, diz Pollyanna de Lima, economista da IHS Markit. Ao todo, 7 mil empresas dos 12 países participaram da pesquisa.

De maneira geral, as indústrias enxergam perspectivas ligeiramente melhores do que os provedores dos serviços. O otimismo do primeiro grupo atingiu o maior patamar em cinco anos. Nos serviços, o resultado foi o segundo melhor número desde junho de 2014.

Entre os fatores que devem impulsionar o crescimento, segundo as empresas, estão a reforma trabalhista e a expansão do crédito, com juros mais baixos. Parte das companhias confia também na assinatura do acordo comercial entre Mercosul e União Europeia e em maiores investimentos públicos e em infraestrutura. Empresas de transporte e armazenamento especificamente se dizem ansiosas pela privatização de aeroportos.

[…]

Voir l’intégralité de l’article

Balança tem superávit de US$ 2,397 bi nas 2 primeiras semanas de março

11/03| Valor

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2,397 bilhões nas duas primeiras semanas de março (do dia 1º ao dia 10 do mês), período com quatro dias úteis. De acordo com a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia, o resultado decorre de exportações de US$ 5,144 bilhões e importações de US$ 2,748 bilhões. No ano, o saldo das transações comerciais está positivo em US$ 8,295 bilhões.

A venda de manufaturados disparou no início de março, quando considerada a média diária de embarques, puxando as exportações no período em comparação a março de 2018. O envio ao exterior de manufaturados cresceu 41,2% para US$ 488,5 milhões, liderado por máquinas e aparelhos para terraplenagem, aviões, obras de ferro ou aço, tubos flexíveis de ferro ou aço, tubos flexíveis de ferro ou aço, motores para veículos automóveis.

As exportações de básicos e semimanufaturados também cresceram, se comparadas com igual mês de 2018. Os básicos avançaram 34,7% para US$ 636,6 milhões enquanto semimanufaturados aumentaram 33,3% para US$ 160,9 milhões. No primeiro grupo, os destaques foram as vendas de carnes de frango e bovina, café em grão, minério de ferro, farelo de soja, soja em grão, fumo em folhas. No segundo, destacaram-se ferro-ligas, semimanufaturados de ferro ou aço, ouro em formas semimanufaturadas, couros e peles e madeira serrada ou fendida.

[…]

Voir l’intégralité de l’article